Joseph GleberJoseph Gleber

Em sua última andança terrena, Joseph Gleber nasceu na Alemanha, em 1904.

Na Universidade de Viena, Áustria, realizou seus estudos de Física. Joseph amava a Física e juntou-se às grandes inteligências do país, para desvendar os segredos da energia nuclear. Na época da 2ª Guerra Mundial, Joseph, por sua vez, internado em laboratório especial, à semelhança de outros colegas, assumiu a responsabilidade por determinada área de pesquisa, entrementes, ignorava ele sobre os objetivos de Adolf Hitler.

O nosso físico, Joseph Gleber, percebendo a intenção de se produzir, pelas pesquisas, artefatos para a guerra a partir da energia atômica, depois de muito meditar, chegou à conclusão que não deveria se juntar aos esforços para materializar um projeto ameaçador ao direito de viver da criatura humana.

Quando descoberto, Hitler condenou-o a uma punição: cremou-o junto de sua mulher e filhas, em abril de 1942.

Sabe-se que as explosões de bombas atômicas vieram a suceder-se somente em 1945, nas cidades de Hiroshima e Nagasaki, a partir dos Estados Unidos da América.

O seu espírito nobre acordou no invisível, sem mágoas e, em aparente paradoxo, tão logo readaptado à nova condição vibratória, compadeceu-se daqueles que perpetuaram os crimes de guerra ou que lhes sofreram as injunções e se devotou a assisti-los na região sofrida em que se demoravam.

Joseph Gleber é um dos mentores espirituais da Casa de Glacus, auxiliando através de orientações de saúde física e espiritual às pessoas que procuram o Receituário Mediúnico da FEIG. Em reuniões de Convívio Espiritual da Fraternidade (terceiro domingo), também traz mensagens através da psicofonia da médium Sumaia Ganem.

Biografia extraída do site do MOFRA – Movimento da Fraternidade/Oscal – Organização Social Cristã Espírita André Luiz.