Dias da Cruz (Filho)

Francisco de Menezes Dias da Cruz nasceu em 27 de fevereiro de 1853, no Rio de Janeiro. Filho de Rosa de Lima Dias da Cruz e de Francisco de Menezes Dias da Cruz recebeu o mesmo nome do pai sem nenhuma alteração ou acréscimo de filho ou júnior como comumente acontece em homenagens como esta. Aluno estudioso sempre mostrou interesse na medicina. Antes de ingressar na faculdade foi bibliotecário durante dez anos na câmara municipal do Rio, sendo demitido na época da Proclamação da República sob a denúncia, de adversários políticos e religiosos, de monarquista e também professor de matemática.

Concluiu a faculdade aos 25 anos e logo casou se com Adelaide Pinheiro Dias da Cruz.  Poucos dias depois do casamento Francisco recebeu a triste notícia de que seu pai havia sido gravemente ferido por golpe de baioneta, seu pai veio a desencarnar um ano depois do atentado.  Profundamente abalado Francisco deixou os preceitos religioso de lado, mas os ensinamentos do pai fortaleceu sua visão na ajuda humanitária. Montou seu próprio consultório e com o mesmo carinho e tratamente que acolhia os mais abastados ajudava de igual os  menos favorecidos. Presidiu o curso de homeopatia e o Instituto Hahnemanniano do Brasil.

Francisco foi conduzido ao espiritismo incitado pela curiosidade ao ter notícia que seu pai, que fora também médico como ele e já desencarnado, distribuía receituários após as reuniões na sede da Federação Espírita Brasileira, a FEB, através de um médium. Não obstante incógnito no ambiente, o Espírito que na vida material fora também chamado de Dias da Cruz, manifestou-se e solicitou a presença do filho na mesa dos trabalhos. Surpreso, Francisco se aproximou para um diálogo de emoções indescritíveis. Nascia, ali, o inquebrantável compromisso do grande médico homeopata Dr. Dias da Cruz (filho) com a Doutrina dos Espíritos. E de tal modo fora esse compromisso que, alguns anos depois, em 1890 o ilustre médico fora eleito presidente da FEB, cargo que exerceu até o ano de 1895.

Em 1896, após uma proposta de Bezerra de Menezes e em face dos extraordinários serviços prestados à FEB, Dias da Cruz foi aclamado seu presidente honorário, título que poucos obtiveram.

Em 27 de janeiro de 1907 nasce o Instituto Espírita Dias da Cruz em Porto Alegre (RS), completava 29 anos do desencarne de seu pai. Médico homeopata dos mais notáveis do seu tempo, foi também professor da faculdade de Medicina dirigente e presidente da revista o Reformador. De invulgar cultura e possuidor de grande clínica o Dr. Dias da Cruz não fugia dos deveres da caridade dando expansão aos seus sentimentos humanitários. Estudioso desde a infância preocupava-se com a ciência homeopática, deixou riquíssimo acervo em sua biblioteca.

Desencarnou no Rio de Janeiro em 30 de setembro de 1937, com 84 anos de idade, deixando belíssimo rastro de luz simbolizado pelos bons serviços prestados.

www.febnet.org.br

www.espiritismoeluz.org.br/seareiro/seareiro_03_2007.pdf