reunioespublicas inicialsite  ciclosite 2017 01 1  terceirodomingo2017 chamadasite 02  abrace essa causa 01  Doe online

Cáritas

A prece, denominada De Cáritas, tem sido querida e contritamente orada por várias gerações de espíritas.

CÁRITAS era um espírito que se comunicava através de uma das grandes médiuns de sua época - Mme. W. Krell - em um grupo de Bordeaux (França), sendo ela uma das maiores psicografas da História do Espiritismo, em especial por transmitir poesia (que se constitui no ácido da psicografia), da lavra de Lamartine, André Chénier, Saint-Beuve e Alfred de Musset, além do próprio Edgard Allan Poe. Na prosa, recebeu ela mensagens de O Espírito da Verdade, Dumas, Larcordaire, Lamennais, Pascal, e dos gregos Ésopo e Fenelon.

A prece de Cáritas foi psicografada na noite de Natal, 25 de dezembro, do ano de 1873, ditada pela suave Cáritas, de quem são, ainda, as comunicações: "Como servir a religião espiritual"e "A esmola espiritual".

Todas as mensagens que Mme. W. Krell psicografada em transe, e, que chegaram até n;os, encontram-se no livro Rayonnements de la Vie Spirituelle, publicado em maio de 1875 em Bordeaux, inclusive, o próprio texto em francês (como foi transmitido) da Prece de Cáritas.

(Extraído publ. EDICEL)

PRECE DE CÁRITAS

Deus nosso Pai,
que Sois todo poder e bondade,
dai força àqueles que passam pela provação,
dai luz àqueles que procuram a verdade,
e ponde no coração do homem a compaixão e a caridade.
Deus,
dai ao viajante a estrela Guia,
ao aflito a consolação,
ao doente o repouso.
Pai,
dai ao culpado o arrependimento,
ao espírito, a verdade,
à criança o guia,
ao órfão, o pai.
Que a vossa bondade se estenda sobre tudo que criaste.
Piedade, Senhor, para aqueles que não Vos conhecem, e
esperança para aqueles que sofrem.
Que a Vossa bondade permita aos espíritos consoladores,
derramarem por toda à parte a paz, a esperança e a fé.
Deus,
um raio, uma faísca do Vosso divino amor pode abrasar a Terra,
deixai-nos beber na fonte dessa bondade fecunda e infinita, e
todas as lagrimas secarão,
todas as dores acalmar-se-ão.
Um só coração, um só pensamento subirá até Vós,
como um grito de reconhecimento e de amor.
Como Moisés sobre a montanha,
nós Vos esperamos com os braços abertos.
Oh! bondade, Oh! Poder, Oh! beleza, Oh! perfeição,
queremos de alguma sorte merecer Vossa misericórdia.
Deus,
Dai-nos a força no progresso de subir até Vós,
Dai-nos a caridade pura,
Dai-nos a fé e a razão,
Dai-nos a simplicidade que fará de nossas almas
O espelho onde refletirá um dia a Vossa Santíssima imagem.

Nas Aflições da Vida

PREFÁCIO - Podemos pedir a Deus favores terrenos e Ele no-los pode conceder, quando tenham um fim útil e sério. Mas, como a utilidade das coisas sempre a julgamos do nosso ponto de vista e como as nossas vistas se circunscrevem ao presente, nem sempre vemos o lado mau do que desejamos, Deus, que vê muito melhor do que nós e que só o nosso bem quer, pode recusar o que pecamos, como um pai nega ao filho o que lhe seja prejudicial. Se não nos é concedido o que pedimos, não devemos por isso entregar-nos ao desânimo; devemos pensar, ao contrário, que a privação do que desejamos nos é imposta como prova, ou como expiação, e que a nossa recompensa será proporcionada à resignação com que a houvermos suportado. (Cap. XXVII, nº 6; cap. II, nº 5 a nº 7.

Prece - Deus Onipotente, que vês as nossas misérias, digna-te de escutar, benevolente, a súplica que neste momento te dirijo. Se é desarrazoado o meu pedido, perdoa-me; se é justo e conveniente segundo as tuas vistas, que os bons Espíritos, executores das tuas vontades, venham em meu auxílio para que ele seja satisfeito.

Como quer que seja, meu Deus, faça-se a tua vontade. Se os meus desejos não forem atendidos, é que está nos teus desígnios experimentar-me e eu me submeto sem me queixar.

Faze que por isso nenhum desânimo me assalte e que nem a minha fé nem a minha resignação sofram qualquer abalo. (Formular o pedido.).


Para Pedir a Corrigenda de Um Defeito

PREFÁCIO. Os nossos maus instintos resultam da imperfeição do nosso próprio Espírito e não da nossa organização física; a não ser assim, o homem se acharia isento de toda espécie de responsabilidade. De nós depende a nossa melhoria, pois todo aquele que se acha no gozo de suas faculdades tem, com relação a todas as coisas, a liberdade de fazer ou de não fazer. Para praticar o bem, de nada mais precisa senão do querer. (Cap. XV, nº 10; cap. XIX, nº 12.)

Prece. - Deste-me, ó meu Deus, a inteligência necessária a distinguir o que é bem do que é mal. Ora, do momento em que reconheço que uma coisa é mal, torno-me culpado, se não me esforçar por lhe resistir.

Preserva-me do orgulho que me poderia impedir de perceber os meus defeitos e dos maus Espíritos que me possam incitar a perseverar neles.

Entre as minhas imperfeições, reconheço que sou particularmente propenso a...; e, se não resisto a esse pendor, é porque contrai o hábito de a ele ceder.

Não me criaste culpado, pois que és justo, mas com igual aptidão para o bem e para o mal; se tomei o mau caminho, foi por efeito do meu livre-arbítrio. Todavia, pela mesma razão que tive a liberdade de fazer o mal tenho a de fazer o bem e, conseguintemente, a de mudar de caminho.

Meus atuais defeitos são restos das imperfeições que conservei das minhas precedentes existências; são o meu pecado original, de que me posso libertar pela ação da minha vontade e com a ajuda dos Espíritos bons.

Bons Espíritos que me protegeis, e sobretudo tu, meu anjo da guarda, dai-me forças para resistir às más sugestões e para sair vitorioso da luta.

Os defeitos são barreiras que nos separam de Deus e cada um que eu suprima será um passo dado na senda do progresso que dele me há de aproximar.

O Senhor, em sua infinita misericórdia, houve por bem conceder-me a existência atual, para que servisse ao meu adiantamento. Bons Espíritos, ajudai-me a aproveitá-la, para que me não fique perdida e para que, quando ao Senhor aprouver ma retirar, eu dela saia melhor do que entrei. (Cap. V, n° 5; cap. XVII, n° 3.)

Do livro Horizontes da Vida de João Nunes Maia, pelo Espírito Miramez

Deus, Pai e Criador, agradecemos pela vossa paternidade sem fronteiras, pela vossa beneficência sem limites, pelo vosso amor sem exigências. Pedimos que nos abençoe, porque acordamos mais uma fração de nossa consciência, porque abrimos os olhos para mais um ângulo da visão, porque andamos mais um passo na jornada evolutiva.

Senhor! Ainda temos muito que aprender acerca da rogativa, das emoções que ela favorece, das irradiações que se sucedem em estado de êxtase, da felicidade que podemos perceber na humildade da prece.

Jesus! Não nos deixeis abandonar esses recursos espirituais. Ensinais-nos, outra vez, como ensinastes aos discípulos, a orar sem que essa oração nos leve a repetições sem discernimento, a esperar perceber sem fazer esforço, a confiar sem intolerância. Ensinai-nos a orar na faixa do amor com a vida e pela vida, com a sabedoria e pela sabedoria. E que, acima de tudo, cumpra-se a vossa vontade e não a nossa”.

(Do livro Horizontes da Vida de João Nunes Maia, pelo Espírito Miramez)

Mãe, Deus te Abençoe!

Mãe, Deus te abençoe!...

Quero, Mãezinha , agradecer-te, em festa, por tudo o que me dás ao coração,
entretecer-te uma canção modesta, mas todo esforço é vão...

Se pudesse dizer a gratidão que sinto por teu santo carinho protetor,
precisaria conhecer na estrada toda a glória do amor.

Tens o segredo da bondade Eterna, Deus me acena e sorri por tua face...
não há sábio no mundo que defina o Sol quando aparece, o lírio quando nasce!...

Falar de ti, mostrar-te? Isso seria como explicar da Terra, olhando a altura,
a doce maravilha de uma estrela a guiar o viajor em noite escura.

Converto em prece o reconhecimento, que de meu peito humilde se extravasa,
rogando ao Céu te envolva em rosas de ventura, anjo sustentador de nossa casa!...

Deus te guarde, Mãezinha, pelo berço descuidado e risonho,
em que me acalentaste para a vida, como flor de teu sonho.

Deus te engrandeça pelos sacrifícios e pelos sofrimentos que te impus
quando em pranto escondido te arrasavas para ser minha luz.

Deus te compense pelas noites tristes de aflição que te dei,
pelo perdão de tantas vezes, tantas!... Quantas foram, não sei...

Deus te enalteça a fonte de ternura, que nunca se enodoa e nem se cansa,
pelo cuidado com que me restauras, ante o dom do trabalho e a força da esperança!

Perdoa se te ofereço unicamente, na minha devoção de todo dia,
o meu ramo de flores orvalhadas nas lágrimas que choro de alegria!

Com júbilos divinos, Mãe querida, que a celeste Bondade te coroe!...
por tudo o que nos dás nos caminhos da vida, Deus te exalte e abençoe!...

Maria Dolores. (Luz no Lar, psicografado por Francisco Cândido Xavier.)

Prece ditada pelo Espírito Jerônimo de Praga

“Meu Deus, vós que sois grande, que sois tudo, deixai cair sobre mim, humilde, sobre mim, eu que não existo senão por vossa vontade, um raio de divina luz. Fazei que, penetrado do vosso amor, me seja fácil fazer o bem e que eu tenha aversão ao mal; que animado pelo desejo de vos agradar, meu espírito vença os obstáculos que se opõem à vitória da verdade sobre o erro, da fraternidade sobre o egoísmo; fazei que, em cada companheiro de provações eu veja um irmão, assim como vedes um filho em cada um dos seres que de vós emanam e para vós devem voltar. Dai-me o amor ao trabalho, que é dever de todos sobre a terra, e, com o auxílio do archote que colocaste ao meu alcance, esclarecei-me sobre as imperfeições que retardam meu adiantamento nesta vida e na vindoura”.*

(*) Prece inédita, ditada pelo Espírito Jerônimo de Praga, a um grupo de operários. Do livro Depois da Morte de Leon Denis. FEB.

Perda de Entes Queridos - Prece

“Pai amado, ouvi-me. Bem sabeis que esta vida é passageira e que na Terra estamos para evoluir. Ajudai-nos, dai-nos força para aceitar esta separação. Sabemos que jamais o esqueceremos. Um vazio se faz entre nós, pois parte um irmão, um filho, um amigo.

Perdoai nossa fraqueza e ajudai-nos a compreender a morte, que ela é necessária e que a alma é levada para a morada espiritual. Tirai dos nossos corações o vazio e colocai neles a certeza de que nos reencontraremos além da matéria.

Dai-nos esperança, fé e amor, e ao nosso irmão concedei a saúde espiritual e a paz.”
(Do livro Na Hora do Adeus, Cap. VII - Irene Pacheco Machado)

Ano Novo

Novo dia, novo ano que começa... Nova oportunidade abençoada de recomeçar a viver a vida, sob novo prisma. Agradecer por tudo que foi conquistado, no ano que terminou, em paz, com entendimento e compreensão dos fatos ocorridos.

Consoante as advertências do Evangelho de Jesus, esse tesouro, que é o presente maior para a libertação das criaturas, e com os sentidos despertos para a vida de luz, rogamos bênçãos e forças em todas as horas, para o trabalho que nos leva ao amor e que semeia paz em nossos caminhos.
Que o ano que começa seja uma nova etapa da vida, sem reclamações e cobranças pelos serviços de amor e caridade, na Seara Espírita Cristã.

O progresso é sinônimo de transformação, mudança para melhor, e toda transformação se faz com lutas, dores e sacrifícios. Considerando que Jesus nasceu em cada coração, que consigamos externá-lo, em novas atitudes, como fez o apóstolo Paulo: “Já não sou eu que vivo, mas o Cristo que vive em mim”. (Gálatas, 2:20)
Comecemos pela oração.
Jayme Meirelles

Prece de Ano Novo

Dai-nos, Senhor, paz para todos e o amor para cada um. Coragem para o trabalho edificante; fé para alcançarmos a meta desejada; compreensão para respirarmos na dimensão do equilíbrio; tolerância com aqueles que nos ofendam; esperança de um ano ainda melhor, em todos os sentidos. Que o bem coletivo seja a meta de todos, a fim de alcançarmos o Reino de Deus, ainda na Terra. Sabemos que a vida continua em todos os planos; que somos espíritos imortais com o propósito de servir pelo prazer de ser útil; ajudar por sentir bem a fraternidade; amar por ser a lei maior; compreender pela lógica do raciocínio; perdoar sem impor condições, e fazer da caridade nossa salvação.
Obrigado, Senhor!

Feliz Ano Novo!

Aos Anjos Guardiões e Espíritos Protetores

1-Prece - Espíritos bem-amados, anjos guardiães que, com a permissão de Deus, pela sua infinita misericórdia, velais sobre os homens, sede nossos protetores nas provas da vida terrena. Dai-nos forças, coragem e resignação; inspirai-nos tudo o que é bom, detende-nos no declive do mal; que a vossa bondosa influência nos penetre a alma; fazei sintamos que um amigo devotado está ao nosso lado, que vê os nossos sofrimentos e partilha das nossas alegrias.
E tu, meu bom anjo, não me abandones. Necessito de toda a tua proteção, para suportar com fé e amor as provas que praza a Deus enviar-me.

(Prece aos Anjos Guardiiães e aos Espíritos Protetores. Cap.28, 14 - do Evangelho Segundo o Espiritismo).

2-Prece - Espíritos esclarecidos e benevolentes, mensageiros de Deus, que tendes por missão assistir os homens e conduzi-los pelo bom caminho, sustentai-me nas provas desta vida; dai-me a força de suportá-la sem queixumes; livrai-me dos maus pensamentos e fazei que eu não dê entrada a nenhum mau Espírito que queira induzir-me ao mal. Esclarecei a minha consciência com relação aos meus defeitos e tirai-me de sobre os olhos o véu do orgulho, capaz de impedir que eu os perceba e os confesse a mim mesmo.

A ti sobretudo, N..., meu anjo guardião, que mais particularmente velas por mim, e a todos vós, Espíritos protetores, que por mim vos interessais, peço fazerdes que me torne digno da vossa proteção. Conheceis as minhas necessidades; sejam elas atendidas, segundo a vontade de Deus.

3-Prece - Meu Deus, permite que os bons Espíritos que me cercam venham em meu auxílio, quando me achar em sofrimento, e que me sustentem se desfalecer. Faze, Senhor, que eles me incutam fé, esperança e caridade; que sejam para mim um amparo, uma inspiração e um testemunho da tua misericórdia. Faze, enfim, que neles encontre eu a força que me falta nas provas da vida e, para resistir às inspirações do mal, a fé que salva e o amor que consola.

Ao Amanhecer

Dia novo, oportunidade renovada. Cada amanhecer representa divina concessão que não pode nem deves desconsiderar.

Mantém, portanto, atitude positiva em relação aos acontecimentos que devem ser enfrentados;

Otimismo diante das ocorrências que surgirão; Coragem no confronto das lutas atuais;

Recomeço de tarefa interrompida; Ocasião de realizar o programa planejado.

Cada amanhecer é convite sereno à conquista de valores que parecem inalcançáveis.

À medida que o dia avança, aproveita os minutos, sem pressa nem postergações do dever. Não te aflija ante o volume de coisas e problemas que tens pela frente.

Dirige cada ação à sua finalidade específica. Após concluir um serviço, inicia outro, sem mágoa dos acontecimentos desagradáveis;

volve à liça com disposição, avançando, passo a passo, até o momento de conclusão dos deveres planejados.

Não tragas do dia precedente, o resumo das desditas e dos aborrecimentos.

Amanhecendo, começa o teu dia com alegria renovada e sem passado negativo, enriquecido pelas experiências, que te constituirão recursos valiosos para a vitória que buscas.

(Divaldo Pereira Franco, pelo Espírito Joana de Angelis, do livro Episódios Diários).

SOS Preces

sos preces divulgacao 01O SOS Preces é uma prestação de serviços gratuitos por meio do recebimento de ligações de pessoas que necessitam de um amparo, de um auxílio, de uma palavra fraterna que possa soerguê-las moral e espiritualmente, no enfrentamento de dificuldades e problemas os mais diversos ao longo da vida.

A tarefa é feita por voluntários que se esforçam, com amor e carinho, para atender àqueles necessitados. Os requisitos do voluntário são: fé em Deus e na eficácia da oração, bom conhecimento do Evangelho, boa estabilidade emocional, vigilância ao falar para não se envolver emocionalmente com o atendido nem fazer pré-julgamentos. E saber ouvir, o que é o mais importante, para que possa “ir além” no entendimento das situações: o atendente, ao escutar a pessoa que liga, deve ser capaz de perceber na voz, no choro, na fala algo mais do que aquele irmão está pedindo. É uma sensibilidade que adquire com o tempo, no amadurecimento da tarefa.

O voluntário deve ainda ser espírita, maior de 21 anos, freqüentador da Casa e praticante do culto no lar. É importante ser freqüentador da Casa para que, quando as pessoas perguntam sobre ela, o tarefeiro saiba passar informações de um modo confiável, com credibilidade. Além disso, a espiritualidade nos pede o tempo todo para que criemos vínculos com a Casa a fim de nos fortalecermos no trabalho, identificando-nos com aquele ambiente. Na Casa de Glacus, para que uma pessoa seja tarefeiro do SOS Preces, é necessário também uma autorização do mentor da Casa.

As orientações são repassadas com base nos ensinamentos do Evangelho de Jesus e da doutrina espírita. Os objetivos são prestar assistência a pessoas com carência afetiva, dificuldades de relacionamento e problemas em geral, oferecendo uma palavra de consolo e esclarecimento, auxiliando-as a mudar o curso de suas vidas. É uma ponte entre as pessoas e a espiritualidade, através da força da oração. A tarefa é totalmente sigilosa para que a pessoa se sinta à vontade.

O horário de atendimento é de 8 às 21:30 horas, todos os dias da semana, inclusive feriados. O trabalho é organizado por plantões que se subdividem em 5 turnos, realizados por 5 voluntários que se revezam quinzenalmente entre si. Tudo é feito para que não ocorra nenhum plantão vago, por isso a coordenação solicita com freqüência que os tarefeiros que eventualmente estejam impossibilitados de realizar a tarefa em determinado dia avisem com antecedência para que seja providenciada a troca do plantão.

Na Casa de Glacus, o mentor da tarefa é Bezerra de Menezes, por quem temos o maior carinho e respeito. Se você necessita de uma palavra de consolo, não hesite em ligar; há sempre um amigo disposto a ajudá-lo: (31) 3411-3131.

Visita aos Lares e Hospitais

Jesus bate a portaA visita fraterna feita por uma equipe da Casa de Glacus tem como objetivo levar a fluidoterapia, o recurso da prece e a palavra de esclarecimento, ânimo e consolo para todos daquele lar. Seguindo esta proposta, as equipes buscam auxiliar o visitado, de maneira que ele organize seus recursos íntimos e lute a favor do equilíbrio de sua própria força espiritual.

A Visita aos Lares e Hospitais será realizada quando houver recomendação da Espiritualidade da Feig, nas orientações espirituais. Quando há indicação para que a pessoa receba o passe em seu lar ou no hospital, nos casos de internação, a Fraternidade disponibiliza uma equipe de passistas para atendê-la.

Para que o atendimento seja realizado é necessário que a solicitação da visita seja autorizada no Departamento de Visita aos Lares e Hospitais, na sala 123, de segunda a sexta-feira, no período de 19h às 21:15h, ou aos domingos, de 19h às 20:30h. Será preenchida uma ficha com os dados necessários para a efetivação da visita, incluindo os dias que a pessoa tem disponibilidade para receber a equipe.

As visitas acontecem de segunda a sexta-feira nos períodos da tarde e noite, e aos sábados no período da tarde. A visita será feita uma vez por semana, de acordo com o número indicado na receita. O tempo de duração do encontro é de aproximadamente 30 minutos, seguindo esta estrutura:

  1. Prece inicial
  2. Leitura e comentário de mensagem de cunho evangélico
  3. Aplicação do passe
  4. Prece de encerramento

Geralmente nas receitas constam as seguintes indicações:

Aplicação de 4 a 8 passes, sendo um por semana. O passe simples é aplicado por um só passista, e o passe em equipe é aplicado por dois passistas;

Passes alternados: na mesma semana, a pessoa receberá um passe no lar e outro na fraternidade, sendo que os dois passes não podem ser no mesmo dia;

Retorno: Há casos em que na receita é indicado retorno, assim, depois de seguir as orientações que constem na receita, a pessoa deverá procurar o receituário novamente e solicitar outra orientação espiritual.

O Departamento conta com 90 equipes de Visita, sendo que a formação de cada equipe varia de 2 a 4 componentes. Cada uma delas tem um Mentor responsável pelos trabalhos realizados em favor dos visitados.

Mesmo contanto com um grande número de equipes de visita, algumas vezes não conseguimos atender a todas as solicitações imediatamente. Pedimos a compreensão das pessoas que aguardam a visita por um período maior de tempo. E reafirmamos o nosso empenho na busca de um atendimento cada vez melhor.

A visita ao lar só deve ser solicitada nos casos em que a pessoa que irá receber esteja ciente e concordando com a realização da mesma, pois uns dos principais fatores de êxito do tratamento espiritual é a receptividade, a vontade e a fé de cada indivíduo. O sucesso do tratamento espiritual algumas vezes é refletido na cura do corpo físico, em outras, no alívio dos sintomas, ou ainda, momentos em que o êxito do tratamento se reflete por meio da nossa resignação. Mas o tratamento espiritual é sempre fonte de equilíbrio.

O Mentor Espiritual da tarefa é Clarêncio.

Obs.: Pedimos não oferecer aos visitantes lanches ou presentes.

Pagina 3 de 3