reunioespublicas inicialsite  ciclosite 2017 01 1  terceirodomingo2017 chamadasite 02  abrace essa causa 01  Doe online

Eugênio Monteiro

Eugênio MonteiroEugênio Monteiro foi médico em Roma, no ano 79, e contemporâneo de Glacus. Chamava-se Vinícius Pompílio.

Em sua caminhada no plano terrestre, viveu mais tarde na Espanha, novamente como médico e contemporâneo do Dr. Garcez (Glacus). Chamava-se então Velasquez.

Em 1722, vamos reencontrá-lo como cardeal em Paris, já preocupado com as questões da alma. Mais recentemente vemos o nosso amigo espiritual em Belo Horizonte, entre o final da década de 30 e o início da década de 40, como diretor de reuniões públicas do Centro Oriente. Grande estudioso da doutrina espírita, dirigente mediúnico seguro.

Naquela época, as reuniões públicas processavam-se permitindo manifestações tanto de espíritos diretores da casa quanto de espíritos necessitados. Os médiuns mais atuantes possuíam grande vidência: Jorge Miguel, que recebia o guia espiritual Uruguaiano, D. Ernestina Rocco, D. Maria Wendling e tantos outros...

Eugênio Monteiro trabalhou em artes gráficas, executando inclusive serviços de "arte final" de publicações. Foi contemporâneo e colaborador do nosso irmão Rubens Romanelli. Desempenhou ainda tarefas no Hospital Espírita André Luiz. Temos conhecimento de que foi amparado, em seu desencarne, por médiuns amigos então desencarnados, e por mentores que o acompanhavam em seu trajeto como dirigente mediúnico. Após alguns anos de adaptação no plano espiritual, nosso amigo abraçou a tarefa do receituário, colocando em prática os conhecimentos médicos adquiridos em vivências anteriores. Transmite na FEIG orientações e mensagens através do médium Carlos Catão. É com grande alegria que o temos aqui, na Casa de Glacus.

Nota: essa foto de Eugênio Monteiro (direita/superior) foi gentilmente cedida pela família Romanelli - presente de Eugênio Monteiro para o amigo Rubens Romanelli em 30 de agosto de 1938. Agradecemos a colaboração.

Informações complementares

Eugênio Monteiro"Eugênio começou a estudar violino aos 7 anos de idade ainda na Europa se formando aos 18 anos. Quando veio para o Brasil, em 1922, ele integrou a orquestra sinfônica brasileira, ainda quando morava no Rio e quando veio para BH. Por volta de 1930/32 – integrou a Orquestra de Minas Gerais, sob a regência do Maestro Arthur Bosmans.

Parou de tocar violino em 1955 após um acidente – caiu de uma escada fraturando o pulso esquerdo. Mas mesmo assim tocava em casa de amigos pianistas e cantores líricos como Maria Lúcia Godoy. Muitas informações a respeito do Eugênio antes do casamento dele com minha mãe – dez 1959 - não sabemos."

As informações foram enviadas por Esther Mourão,  filha de Eugênio Monteiro "carinhosamente apelidada de Ticha pelo professor Romanelli."  - (31/3/2014)