reunioespublicas inicialsite  ciclosite 2017 01 1  terceirodomingo2017 chamadasite 02  abrace essa causa 01  Doe online

Eurípedes Barsanulfo

Eurípedes Barsanulfo 1Nasceu em Sacramento, no estado de Minas Gerais, no dia 1º de maio de 1880.

Aluno do Colégio Miranda, auxiliava os professores, ensinando aos próprios companheiros de classe. Conquistou o respeito de todos os colegas e professores, pelo seu comportamento e extrema dedicação ao estudo. Graças à sua vontade de querer saber cada vez mais, ele conseguiu uma excelente formação cultural, nos mais variados campos do saber. Saindo do colégio, passou a trabalhar como guarda-livros, no escritório comercial de seu pai, auxiliando, assim, desde cedo, a manutenção do lar.

Aos 22 anos, com seus antigos professores, Dr. João Gomes Vieira de Melo, Inácio Martins de Melo e outros, fundou o Liceu Sacramento, onde lecionava, quando necessário, todas as matérias do curso. Alguns alunos do Liceu fundaram um serviço de assistência aos necessitados, denominado "Sociedade dos Amiguinhos dos Pobres". Na mesma época, participou da fundação do jornal semanal "Gazeta de Sacramento", em que publicava artigos sobre Economia, Literatura, Filosofia, etc, estreando, assim, como jornalista, tendo colaborado intensamente em outros jornais.

Possuía profundos conhecimentos de Medicina e Direito, além de Astronomia, Filosofia, Matemática, Ciências Físicas e Naturais, Literatura, sem ter cursado escola superior.

Tornou-se líder, em sua cidade, pelo seu trabalho no magistério, e na imprensa, pelo seu nobre caráter e bom coração pronto a ajudar os necessitados. Foi assim, eleito vereador, quando, durante seis anos, beneficiou a população de sua cidade com luz e bondes elétricos, água encanada e cemitério público. Nessa ocasião, Eurípedes Barsanulfo, como fervoroso católico, era o presidente da Conferência de São Vicente de Paulo.

Seu primeiro contato com a Doutrina foi em 1903, através do seu tio, conhecido como Sinhô, que, após tentar explicar os pontos básicos da Doutrina Espírita, emprestou ao sobrinho o livro "Depois da Morte", de Léon Denis. Ocorre, então, uma transformação em sua vida. Mudou-se da casa de seus pais e fundou o Grupo Espírita Esperança e Caridade, em 1905, onde, além de realizar reuniões mediúnicas e doutrinárias, também prestava auxílio aos mais necessitados. Foi médium inspirado, vidente, audiente, receitista, psicofônico, psicógrafo, de desdobramento e de bicorporeidade. Como médium receitista, psicograva prescrições do Espírito Bezerra de Menezes.

Em 31 de janeiro de 1907, criou o primeiro educandário brasileiro com orientação espírita, o Colégio Allan Kardec, onde os alunos recebiam aulas de Evangelho, e, ainda, instituiu um Curso de Astronomia.
Essa conversão custou à incompreensão de toda a cidade, chegando mesmo a ser processado, em 1917, processo esse, que foi arquivado por falta de pronunciamento competente.

Mesmo com essas dificuldades, ele executou um trabalho de fé e caridade gigantesco, em Sacramento. As farmácias, o Colégio Allan Kardec e o Grupo Espírita Esperança e Caridade foram apenas algumas das obras desse homem que foi chamado "O Apóstolo do Triângulo Mineiro".
Desencarnou em Sacramento, no dia 1º de novembro de 1918, vitimado pela gripe espanhola, porém sua obra continua viva até hoje, não só em Sacramento, mas em todas as casas espíritas guiadas pelo seu nome.

Eurípedes Barsanulfo é mentor espiritual das reuniões de tratamento espiritual da quarta-feira na Feig.

Fontes de consulta: Grandes Vultos do Espiritismo - Paulo Alves Godoy e Grandes Espíritas do Brasil - Zêus Wantuil.