Lydio Diniz 

Lydio Diniz Henriques nasceu no Rio Grande do Norte. Exerceu o cargo de promotor de justiça, mesmo tendo atuado por quase toda vida na advocacia. Viveu em prol da espiritualidade propagando a moral ensinada pelo Cristo à luz dos princípios espíritas.

Teve importante papel na história do Movimento da Fraternidade, Lydio foi um dos pioneiros que ajudou a encontrar o terreno que seria a futura cidade das crianças na Chapada dos Veadeiros (GO), a cidade da Fraternidade abriga e ajuda muitas crianças carentes. Mas foi apenas no célebre “encontro de Belo Horizonte” no ano de 1962, junto aos companheiros da Federação espírita Brasileira (FEB), que tomou ciência dos anseios do Movimento Fraternista. Ativo nas tarefas Espíritas em Belo Horizonte e diretor do Grupo de Fraternidade “Irmã Sheila” foi também elemento atuante no Grupo “Fraternidade Cícero Pereira” em Brasília, só parando o trabalho devido a derrames que o deixou sem condições de atuar.

Desencarnou por volta dos 70 anos no Distrito Federal.

“Busquemos irmãos, meus amigos, a introspecção procurando arrancar as ervas daninhas que insistem em crescer junto as flores do amor. Caminhemos procurando ouvir as palavras ternas e esperançosas do Cristo Jesus e prossigamos com coragem e fé mudando tudo o que precisa ser mudado harmonizando-nos com os que nos desarmonizam, amando os que nos odeiam e perdoando aos que nos ofendem para que o trabalho do Movimento da Fraternidade continue a crescer” (Trecho retirado da mensagem enviada por Lydio Diniz Henriques, anos após seu desencarne, para Oscalino no Encontro Regional em Corinto – Sede do Grupo da Fraternidade Espírita Irmão Oto – 4ª Região Fraterna em 1996) – Adaptado.

www.mofra.org.br/wp-content/uploads/2015/04/livrocidadedafraternidade-min.pdf

Lydio Diniz Jovem