Alfredo Freitas Filho

Alfredo Freitas Filho nasceu na cidade de Curitiba, estado do Paraná, em 28 de julho de 1900, filho de Alfredo Aurelio de Freitas e de Austrilia Lessa de Freitas.

Estudou até o 4º ano da escola de Medicina, mas abraçou a profissão de propagandista e vendedor de produtos farmacêuticos, atividade que lhe proporcionou a oportunidade de percorrer muitas cidades, especialmente nos estados de Minas Gerais e do Espirito Santo.

E foi na cidade de Baunilha, no estado do Espírito Santo que, em junho de 1944, casou-se com Carmelina Gaviorno Freitas, com quem teve os filhos Austrilina Gaviorno de Freitas e Alfredo Gaviorno Freitas.

Por estar sempre viajando a trabalho, frequentava exporadicamente o Centro Oriente, mantendo uma amizade muito próxima com Ênio Wendling . Durante essas viagens frequentava várias casas espíritas no interior e, utilizava-se das receitas (orientações mediúnicas) recebidas no Centro Oriente para ajudar as pessoas dessas casas, levando assim consolo e orientação, através da palavra e do evangelho às mais diversas comunidades.

Considerada uma pessoa muito austera, os descendentes de Alfredo relatam que “sua  vida é até hoje exemplo para todos nós inclusive, o mais importante, que foi a nossa conduta perante a  Doutrina Espírita, onde temos procurado nos esforçar muito para valorizar esse legado”. Naquela época, eles dizem, “podemos dizer que era dificil ser espírita e até eramos olhados com maus olhos, mas ele nos ensinou a sermos firmes e não negarmos as nossas convicções”.

Alfredo Freitas Filho desencarnou enquanto trabalhava, em consequência de um infarto fulminante, em junho de 1970, aos 69 anos de idade, na cidade de Belo Horizonte-MG.

Conforme relato espiritual de irmão Joseph, recebido na FEIG, Alfredo continua ciente de suas responsabilidades e, fiel servidor da seara do Cristo, atua como mentor espiritual de seu filho, orientando-o e intuindo-o em sua a caminhada terrestre.

Alfredo Freitas Filho é mentor espiritual de Equipes de Visita aos Lares e Hospitais da Fraternidade Espírita Irmão Glacus.

Fonte: Baseado em relato de Alfredo Gaviorno Freitas